Nicho, Objeto e Segmentação - Dicas digitais
Close

Blog

Nicho, Objeto e Segmentação

Fala pessoal, Rapha Aqui!

A primeira ação que o empreendedor precisa fazer é definir qual será o nicho de atuação do seu negócio. O foco será em inovação e tecnologia, venda de roupas, maquiagem, viagens? É importante estabelecer um nicho de atuação para organizar as estratégias. Aliás, o nicho é um recorte dentro de um determinado segmento, que considera um grupo de pessoas com interesses, necessidades e preferências bastante particulares.

Para entender melhor o conceito, nada mais direto do que um bom exemplo. Vamos falar sobre a temática de moda, então.

Esse é um segmento de atuação bastante amplo, já que abarca diversas formas: moda masculina, feminina, acessórios, moda para bebês e por aí vai.

Se você focar em apenas uma forma, já vai estabelecer um nicho de mercado.

Mas será que é possível avançar ainda mais?

Moda feminina Plus Size seria um nicho bastante específicos dentro desse
amplo mercado. O que o empreendedor deve entender é que quase todo
mercado pode ser dividido em categorias, conforme características dos
consumidores que fazem parte dele. Você pode encontrar e definir um nicho de atuação levando em conta os seguintes aspectos:

Diante dessas informações eleja o seu nicho de atuação para direcionar
suas estratégias digitais.

Segmentando o Mercado.

Trata-se do processo de dividir o seu público em diferentes partes e baseado em características comuns. A pessoa que pertence a um grupo compartilha características semelhantes e geralmente tem um ou mais de um aspecto comum entre elas.

São muitas as razões para trabalhar a segmentação de mercado.

Considero um dos principais motivos a personalização de estratégias para
cada segmento do seu público.

Dessa forma, a principal razão para existir a segmentação de mercado é
para resolver a principal dor do marketing: Gerar mais vendas. É possível
obter mais vendas por meio de campanhas de marketing personalizadas
utilizando plataformas como Facebook Ads ou Google Ads, por isso
recomendo que você saiba segmentar a sua audiência.

Vejam o exemplo abaixo de uma publicação que fiz no @dicasdigitais da
ultra segmentação que o Facebook utiliza para entregar os anúncios que
aparecem para Instagram e Facebook:

Cabe ainda destacar que a segmentação leva em consideração características básicas para categorizar seu público. E essas características variam de acordo com seu negócio e objetivo. Além disso, você pode listar várias. Vou deixar alguns exemplos das mais importantes para o seu negócio:

Gênero

O gênero é uma das bases mais simples, porém importantes, da segmentação de mercado. Os interesses, necessidades e desejos de homens e mulheres diferem em muitos níveis. Assim, os profissionais de marketing se concentram em diferentes estratégias de marketing e comunicação para ambos. Este tipo de segmentação é muito comum no caso da indústria de cosméticos e moda, por exemplo.

Faixa etária

A maioria dos produtos no mercado não é universal para ser usada por
todas as faixas etárias. Mesmo que seja utilizável por todos, ainda assim a
forma como um produto é comprado ou consumido certamente vai variar
com a idade. Assim, segmentando o mercado de acordo com a faixa etária
desejada, os profissionais de marketing criam melhores estratégias de marketing e comunicação e obtêm melhores taxas de conversão.

Renda

A divisão por faixas de renda remete ao poder de compra do público-alvo.
É também um dos fatores-chave para decidir se comercializa o produto
como uma necessidade, um desejo ou um luxo. Essas faixas são geralmente estipuladas por letras que vão de A até E. A forma mais utilizada nas pesquisas de mercado e no marketing para a classificação ABCDE é representada por salários mínimos que o grupo familiar ganha mensalmente.

Localização

O local onde o público-alvo vive também afeta a decisão de compra. Dependendo da sua localização, certos produtos podem ser mais úteis, mais acessíveis e necessários. Quem mora em regiões mais secas depende menos de guarda-chuvas do que quem mora em zonas de maior precipitação, certo?

Escolaridade e ocupação

A profissão e o grau de escolaridade também são fatores importantes. Há
ainda muitos produtos que atendem a um público envolvido em uma ocupação específica. Do mesmo jeito, escolaridades mais altas significam
necessidades diferentes e específicas.

Hábitos de consumo e uso

Os hábitos do consumidor dizem sobre a forma como ele utiliza um produto e isso faz toda diferença. Pessoas de grupos diferentes fazem uso de produtos de forma distinta, podendo usar com mais ou menos intensidade, com maior ou menor frequência, etc.

Para entender esses hábitos, nada melhor que uma pesquisa. Pesquisas de
mercado voltadas para hábitos de consumo são a melhor forma de investigar como o consumidor pesquisa, compra e consome todo tipo de produto ou serviço. Com essas informações fica muito mais fácil segmentar corretamente seu mercado.

Ressalto que ainda existe um estudo mais avançado que iremos fazer mais
para frente que é o estudo da Buyer Persona ou Cliente Ideal. A segmentação baseada no público alvo é mais genérica, quando falamos de
personas o estudo é mais detalhado. No entanto, deixarei para abordar isso em um próximo dia do desafio.

Objetivo de Marketing

Definir os objetivos de marketing do pequeno negócio é sempre uma tarefa estratégica. Afinal, se você começa uma estratégia digital sem te em mente o que deseja vai ficar perdido e ficará frustrado com a falta de resultados.

Por exemplo, imagine um restaurante que já possui uma boa clientela e
vive lotado, será que ele teria objetivos de Marketing na internet? Com certeza sim. Poderia querer ter como objetivo ter um posicionamento nas redes sociais.

Um dos primeiros passos quando vou iniciar qualquer estratégia digital
é definir o objetivo de Marketing. Muitos podem pensar que isso é besteira, mas ser estratégico é ampliar as oportunidades do seu negócio.

Quer começar da forma correta no digital? Você precisa estipular os objetivos da sua empresa. Experimente um modelo de definição mais lógico e entenda a real situação de sua empresa. Sem mais delongas, veja alguns exemplos para que fique mais fácil de entender como criar os seus:

• Conquistar 10 mil seguidores no Instagram em um horizonte de 1 ano através de estratégias de tráfego orgânico e pago.

• Ranquear na primeira página do Google com o termo “restaurante em Belo Horizonte”.

• Obter um retorno sobre investimento de 50% nos anúncios feitos no Facebook Ads.

• Construir autoridade nas redes sociais e lançar um curso online em
6 meses.

Em resumo, o que você pretende alcançar traçando estratégias digitais para suas redes sociais? Vender mais, ganhar seguidores, construir autoridade? Parece difícil definir o seu objetivo, por isso, selecionei 7 objetivos de marketing que podem ser atingidos através do Marketing Digital para o seu negócio. Confira a seguir:

1. Construir Autoridade

Se você postar com frequência e tem um conteúdo que ofereça valor para a sua audiência, as pessoas passarão a te ver como autoridade e você será uma referência no assunto que está divulgando nas suas redes sociais.

2. Vender mais

Esse é o objetivo mais comum e o mais utilizado. Você pode vender produtos, serviços, cursos presenciais e online, entre outras coisas utilizando o Marketing Digital.

3. Presença Digital

É importante estar na internet, pois a maioria do mercado consumidor marca presença por lá e você precisa se posicionar nessa rede. Sem falar na concorrência, parceiros, influenciadores e todo um mercado que utiliza a rede social para se comunicar.

4. Aumentar a visibilidade de uma marca

Isso incluir trabalhar uma marca nas redes, gerir ou gerenciar uma marca nada mais é do que uma definição bem simplificada do conceito de Branding.

O Branding abraça um leque de técnicas que faz uma marca se tornar mais forte, consolidada e com uma percepção positiva perante  público em geral. É o que estimula uma pessoa a comprar pelo que uma marca representa e não somente pelo seu produto em si. O seu perfil é uma marca? O que você oferece é uma marca? Você é uma marca? Cabe a reflexão.

5. Construir boas relações com consumidores e parceiros

Aqui é onde entra relacionamento. Por exemplo, O Instagram pode se um canal para se aproximar de consumidores e atrair parceiros para o seu negócio.

Ações como postar conteúdos interessantes, materiais educativos e interagir com os seguidores no Instagram são boas maneiras de criar uma relação positiva com a audiência.

6. Educar e Entreter

As suas redes podem ser utilizadas como forma de educar as pessoas sobre determinado assunto e até entreter com conteúdos mais leves e de humor. O usuário pode gravar conteúdos densos e publicar em plataformas como o IGTV, por exemplo.

7. Engajar Pessoas

Através do conteúdo o usuário pode inspirar e engajar a audiência. As redes sociais funcionam como canais mais diretos e dinâmicos para que isso aconteça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *